domingo, 27 de dezembro de 2009

Cecília Meireles e...

Porque a Lua é do Raul...



A Isabel ofereceu-se uma belissima antologia de Poesia Portuguesa que já está na minha lista adiada de parco salário docente, porque me ofereci também nataliciamente duas mil páginas de Cecília Meireles.


Paixão antiga fortissima e sempre viva pela obra desta enorme Mulher e Poeta, que ao longo dos anos se foi consubstanciando em 5 livros da Nova Fronteira e da Global, ou em leituras esparsas de uma obra que sabia gigantesca em quantidade e qualidade. Agora a possibilidade de conhecer toda a sua obra e até sair um pouco dos estereótipos Cecilianos que vão abundando na Web.




E que obra ! Patamares acima no meu panteão, onde já estava, como estão Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Murilo, Drummond, Bandeira, Vinicius, Quintana, Cabral de Melo Neto, Nejar, Paulo Campos, Clarice Lispector ou Nélida Piñon.


Assim Cecília em quase duas mil páginas, mas de uma leveza poética como poucas. Cecília que vai tocando a “corda sensível” que quero ir sendo. Cecília a quem fui “roubar” o título do meu blogue, Cecília que amo em Amália de Naufrágio, as Mãos que Trago, ou Soledade, Cecília das crianças e adolescentes, em poemas que deveriam fazer parte da aprendizagem poética no Jardim de Infância, ou escolaridade obrigatória.


Depois... a alegria de ter descoberto, depois de anos de procura, esta última Cecília num disco belo e raríssimo da Lena d’Água que a própria disponibilizou num dos seus blogues “Ou Isto Ou Aquilo” http://aguaparacriancas.blogspot.com/.


Depois porque me apetece “Ceciliar” o Raul e a sua Lua, (ou as suas Luas?) porque é uma letra linda e gosto de presentear os amigos virtuais com estas brincadeiras. Se ele conhecer, vale a intenção, se não conhecer, olha, fica o seu hino Ceciliano! Ele que me desculpe os cortes na fotogenia, mas “ A Lua é tua, Raul” !


video

3 comentários:

Raul Martins disse...

Obrigado! Simplesmente!

Émy disse...

Mas que bela surpresa!!! Primeiro porque não conhecia esta canção da Lena de Água (quando era jovem conhecia bastantes músicas desta cantora), segundo porque adorei ver o "meu Raul" neste post...

Obrigado pelo original presente e por me dar a conhecer esta música e poema desta forma.

Raul Emilio Martins disse...

Arlindo, vim aqui matar saudades de um tempo de muitas partilhas. Abraço para ti e para todos os teus.