domingo, 30 de março de 2008

MUSIC FOR A WHILE...

A culpa desta postagem é do excelente blogue de divulgação de Música Clássica : " Diz que não Gosta de Música Clássica" do Fernando Vasconcelos". E como não são só as conversas que são como as cerejas, a música também o é...do Raul, do Britten, do Young's Guide, do Purcell, zás ... uma canção de Henry Purcell, que conjuntamente cm "Solitude" são duas jóias musicais que me acompanham em momentos especiais. O interprete, bem... o pai dos contratenores, e uma das vozes mais extraordinárias do século XX. Conheço a voz do Derek Ragin, de James Bowman , de David Daniels entre outras, mas ALFRED DELLER, será sempre a Voz, no que diz respeito a determinado reportório barroco, principalmente o britânico. Uma voz única e inconfundível.
Music For a While é "imagem de marca" de Deller e o "descendo" "Tears drops desta canção é ...
Do Youtube esta canção e uma homenagem a Deller. Para o Raul e o Fernando acabarem bem o Fim-de-Semana.



4 comentários:

Raul Martins disse...

Obrigado amigo!
Para terminar bem o fim de semana e começar melhor outra.
Já ouvi "The Young Person's Guide to the Orchestra". E tens razão... é excepcional e interessante para a miudagem...
E está descansado que não me vais devolver os 15 euritos. Todas as tuas referências são de marca.

Fernando Vasconcelos disse...

Ora bem é que as conversas são mesmo como as cerejas e já que estamos a falar de Britten então temos mesmo de considerar o Britten como condutor de orquestra, notável maestro e sobretudo na direcção da XIV sinfonia de Schostakovich de que era amigo e que lha dedicou ... e também claro as várias obras para Violoncelo que dedicou ao também grande amigo e recentemente falecido Rostropovich isto para além de uma peça que o meu filho tocou o verão passado num workshop em Viana do Castelo mas que sinceramente não me recordo do nome. Vou ter de lhe perguntar.

Raul Martins disse...

Caro amigo, não me queiras ferir de morte com os teus comentários!
Apenas para te dizer que já adquiri p Pedro e o Lobo. Logo à tardinha lá vou estrear com os filhos o DVD.
Hoje a tua Gabriela Llansol faz um mês que nos deixou. Hoje, na tal 92,5, emissora que ainda não descobri o nome mas que apenas se dedicam à música clássica (penso! pois sempre que ligo o rádio só lá ouço clássica), falaram na tua – que pouco a pouco também irá também sendo minha – Gabrila e descobri que há uma ópera (ou peça musical) a partir de um dos livros dela e que foi obra de um tal João Barrento… (Ó Raul… a quem vens dizer estas coisas!!!! Mas mantenho a esperança de também marcar um golo…. Sem stress!).
Carpe diem!

peão disse...

92.5 para os lados do Porto? É a Antena2.
Não passam só música clássica. De erudita, passam quase um bocadinho de tudo, embora insistam no "mainstream". Também passam um bocadinho de jazz, músicas do mundo e outras coisas que ninguém percebe como é que lá cairam.
...E agora (desde há uns 2 anos?!) têm locutores alla TSF ou mesmo Rádio Nostalgia... Um horror! É o que há.
Mas, por acaso não se recorda do nome daquele canal de televisão que até é (também) do estado? ...Vai dar ao mesmo que não se lembrar do que é a Antena2. Ou será que estava a brincar, fazendo-se passar por burguês louro e distraído? (sem ofensa para os que o são por natureza.)

De resto, Mr Music for a While, conhecem a obra omónima do compositor suísso Michael Jarrell?
Se não conhecem, vão já procurar! Data de 1995, é para conjunto instrumental e não chega a 20 minutos.
Não se demorem! Olhem que a contemporânea esgota!!

João Barrento faz ópera?!! Um tradutor de primeira liga também escreve ópera?!
Talvez esteja a referir-se à ópera do compositor João Madureira, com libreto desse grande tradutor de alemão (e também crítico e ensaísta) que é João Barrento (que, inclusivamente, traduziu o libreto da polémica ópera de Emmanuel Nunes).
Se já leu em português Paul Celan, Thomas Bernhard, Heiner Müller ou Goethe (para citar só - e desculpem o estrangeirismo - "mainstream"), certamente que já leu traduções de João Barrento.
Bom, vão lá aos vossos supermercados culturais ver se ainda resta algum exemplar de "Music for a while". É um disco da Aeon (AEON AECD 0531).
...Boa escolha, esse Deller.