segunda-feira, 22 de setembro de 2008

OLHOS E OLHARES...PARA ELE(s)

Brincadeira realizada para um grande amigo tribal-blogosférico...e desculpa qualquer coisa R
A tradução livre do poema é minha tirada das versões espanhola, francesa e inglesa do libreto. A música, dessa voz-deusa de Arianna Savall, do seu álbum "Bella Terra". Ulls, a canção.


Olhos

Teus olhos de pura livre infância
abrir-se-ão amplas janelas. Livre de bruma e lamento
será o seu olhar distância.


O olhar nostálgico dos teus olhos
espanto do primeiro dia do mundo
depurado do grande resplendor


Quando como diamante lapidado
Encontres os olhos límpidos da infância
Que doçura sedosa terá o orvalho
E o pensamento, que alegria!
Tomàs Garcés




video

Um comentário:

Raul Martins disse...

Derrubas qualquer um com as tuas palavras. Obrigado, simplesmente.
.
Carpe diem!